Começa a missa de início do pontificado de Francisco

Viviane Bittencourt

19 de março de 2013 | 05h17

8h30: Encerramos aqui a cobertura em tempo real da missa de inauguração do pontificado do papa Francisco.

8h14: Angela Merkel, primeira-ministra da Alemanha, cumprimenta o papa Francisco. E a fila das delegações de chefes de Estado e representantes continua grande.

7h59: Há pouco mais de três minutos foi publicado um tuíte oficial do papa Francisco @pontifex: “Guardemos Cristo na nossa vida, cuidemos uns dos outros, guardemos a criação com amor.” Logo em seguida, o papa voltou a tuitar: “O verdadeiro poder é o serviço. O papa deve servir a todos, especialmente aos mais pobres, aos mais fracos, aos mais pequeninos” (veja aqui).

7h57: O presidente da Irlanda, Michael Higgins, cumprimenta o papa.

7h51: Presidente do Chile, Sebastián Piñera e sua esposa cumprimentam o papa; ela pede ele abençoe um terço.

7h50: Agora foi a vez da presidente Dilma Rousseff cumprimentar o papa com um longo aperto e mão. Eles conversaram por alguns segundos.

7h44: Já dentro da Basílica, papa começa a receber os cumprimentos dos chefes de estado. A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, é a primeira a cumprimentá-lo.

7h23: Agora o papa vai trocar as vestes litúrgicas para saudar os chefes de estado, entre eles, a presidente Dilma Rousseff. O cumprimento às delegações será feita diante do altar central. Em seguida, o papa vai almoçar na Casa Santa Marta.

7h22: Papa se detém em oração diante da imagem de Nossa Senhora, simbolizando sua entrega à serviço da Igreja.

7h18: Papa Francisco começa a leitura da oração final da Santa Missa. Termina a missa. “A missa terminou. Vamos em paz, e que o Senhor vos acompanhe”.

7h12: Imagem da TV Vaticano mostra o papa Francisco recolhido, sentado, em reflexão, no momento da comunhão.

7h08: Hoje é dia de São José, que é o padroeiro da Igreja e também padroeiro dos trabalhadores e da família.

6h58: Agora, o papa Francisco cumprimenta os cardeais. O público também se cumprimenta.  Líderes mundiais desejam “paz” uns aos outros. Enquanto isso, cerca de 500 sacerdotes se dirigem ao público da Praça São Pedro para distribuir a comunhão aos fiéis.

6h55: Ao fim da consagração, começa a oração do Pai Nosso.

6h50: O papa Francisco apresenta a hóstia consagrada.  “Tomai, todos, e comei: isto é o meu Corpo que será entregue por vós”. Em seguida, apresenta o cálice. “Tomai todos e bebei o cálice do meu Sangue, o Sangue da nova e eterna aliança,  que será derramado por vós e por todos, para remissão dos pecados. Fazei isto em memória de Mim”.  Eis o mistério da fé.

6h49: Praticamente toda a missa é rezada em italiano, mas a consagração é feita em latim.

6h42: O papa realiza a consagração do cálice com vinho. É o ofertório.

6h37: Começa agora a liturgia da Eucaristia. O altar é preparado pelos franciscanos. Hoje, excepcionalmente não haverá a procissão das ofertas e o papa não dará a comunhão, segundo informações do padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano. Quem quiser comungar, receberá a comunhão de sacerdotes e cardeais. Vários deles estão posicionados pela Praça São Pedro e preparados para ajudar os fiéis a comungar.

6h34: Agora é feita uma oração em língua russa. A segunda leitura acontece em francês. E a próxima será em árabe. Em seguida, em dialeto africano. Depois, a saudação é feita em chinês.

6h29: O papa Francisco encerra a homilia e, pela primeira vez, ele se manteve ao texto preparado e não falou de improviso. Em diversos trechos, o papa lembrou dos mais pobres.

6h25: Cuidar de Jesus ao lado de Maria, e cuidar de toda a Criação, sendo então guardião de cada ser humano, principalmente dos mais pobres, eis aí o serviço do bispo de Roma (…) Cuidemos com amor do que Deus nos doou. Peço a intenção de São Francisco que o Espírito Santo acompanhe o meu ministério e a todos vocês, peço que orem por mim, Amém.”

6h24: “Hoje, nessa solenidade de São José, celebramos o início do ministério do novo bispo de Roma, sucessor de Pedro. Jesus Cristo deu a Pedro esse poder. Mas, de que se trata esse poder? (…) O verdadeiro poder é o serviço, cada vez mais exercer esse serviço que está na cruz. Serviço humilde, concreto, rico de fé, e São José serve como exemplo (…) para acolher a humanidade, principalmente os mais pobres, os mais fracos, aqueles que têm fome e sede.”

6h23: “Lembremos que o  ódio, a inveja, a soberba, sujam a vida. Cuidar quer dizer que sejamos vigilantes sobre nossos sentimentos, nossos corações. É dali que saem as boas e as más intenções. Aquela que constrói e aquela que destrói (…). Cuidar, guardar, requer bondade. Requer vida com ternura.”

6h20: “Os cônjuges cuidam um dos outros, e depois como pais, cuidam de seus filhos (…) No final das contas, tudo é confiado na custódia do homem, e essa é sim uma responsabilidade (…). E quando o homem não cuida dessa responsabilidade de custódia, de guardião, o que ganha espaço é a destruição. O coração torna-se árido (…) Sejamos custodes da criação. Peço a todos aqueles que ocupam papel de responsabilidade nos meios econômico, politico e social, a todos homens e mulheres de boa vontade, para que cuidem da criação. Do desenho de Deus na Natureza. Cuidem um do outro, do meio ambiente”.

6h18: “Guardemos a Cristo na nossa vida, para podermos então cuidar dos outros, da criação”.

6h15: “Agradeço ao Senhor por poder celebrar essa missa de início do ministério petrino”, diz o papa.

6h14:  Começa a homilia do papa Francisco. O papa é aplaudido. Ele cumprimenta e agradece todos os presentes.

6h12: O papa Francisco recebe o livro do Evangelho e o abençoa.

6h05: 14 trompas de prata (instrumentos de sopro) soam; elas foram especialmente escolhidas para serem usadas nessa cerimônia. Agora, a leitura do Evangelho, segundo Mateus, será proclamada em grego. O texto conta parte da história de Jesus.

6h04: A segunda leitura é um trecho da Carta de São Paulo aos romanos. O texto é lido em espanhol.

6h:  Uma criança entoa música ao papa Francisco.

5h58: Papa Francisco inicia uma oração. Começa a liturgia. Primeira leitura, do segundo livro de Samuel, é feita em inglês.

5h55: O ministro Gilberto Carvalho, ex-seminarista, vai explicando a missa à presidente Dilma. Acompanhe direto no twitter do enviado especial do Estado ao Vaticano, @JamilChade.

5h49: Começa agora a Santa Missa. O santo padre convida o público ao “exame de consciência”. Nessa hora ocorre o ato penitencial. É a hora do perdão no ritual da Igreja Católica.

5h48: Os cardeais cumprimentam o papa Francisco, simbolizando o ato de obediência.

5h45: A entrega do anel do pescador será feita pelo cardeal Angelo Sodano. O anel é colocado na mão direita do papa Francisco. O anel de pescador representa São Pedro, que era um pescador.

5h44: Começa uma oração.

5h42: Acontece agora a imposição do pálio. O ritual foi cumprido pelo diácono cardeal JeanLouisTauran, o mesmo que falou “Habemus Papam“, na janela do Vaticano, no dia do anúncio “Hoje tu sucessdes a Pedro no episcopado da Igreja”, disse.

5h38: O anel do pescador significa o compromisso, significa a entrega. A sua entrega é o momento que expressa a aliança com a Igreja Católica.

5h29: papa Francisco vai receber o pálio (tipo de estola feita de lã de carneiro, que simboliza o pastor que cuida das suas ovelhas) e, em seguida, o anel do pescador, símbolo do início do pontificado. Em mais um sinal de simplicidade, o papa Francisco irá usar um anel de pescador de prata banhado a ouro, e não totalmente de ouro como de costume.

5h24: Antes do início da missa, o papa  e os cerca de 180 prelados que vão acompanhar a cerimônia ao seu lado vão trocar suas vestes, colocando a roupa litúrgica. Agora, o papa segue para o Túmulo de São Pedro, no interior da Basília São Pedro, no Vaticano, acompanhado de 10 patriarcas, 4 deles cardeais.

5h19: O ritual começou pontualmente às 8h45 locais (4h45 em Brasília), quando o papa saiu da Casa Santa Marta e se dirigiu de papamóvel até a Basílica. Sempre sorridente, passou com o papamóvel para saudar os milhares de fiéis que acenavam emocionados. Ao menos 30 chefes de Estado, entre eles a presidente Dilma Rousseff e a presidente da Argentina Cristina Kirchner acompanham a cerimônia direto de Roma.

5h13 (horário de Brasília): Uma multidão de fiéis carregando bandeiras de várias nacionalidades está concentrada na Praça São Pedro desde cedo para acompanhar a missa de início do pontificado do papa Francisco.

5h13: O ritual começou pontualmente às 8h45 locais (4h45 em Brasília), quando o papa saiu da Casa Santa Marta e se dirigiu de papamóvel até a Basílica. Sempre sorridente, passou com o papamóvel para saudar os milhares de fiéis que acenavam emocionados. Ao menos 30 chefes de Estado, entre eles a presidente Dilma Rousseff e a presidente da Argentina Cristina Kirchner acompanham a cerimônia direto de Roma.