Quinto dia de julgamento do massacre do Carandiru começa com três horas de atraso

Viviane Bittencourt

19 de abril de 2013 | 11h55


O julgamento do massacre do Carandiru foi retomado do Fórum da Barra Funda na manhã desta sexta-feira, dia 19. Os trabalhos estavam previstos para as 9h, mas retornaram apenas às 12h. O Tribunal de Justiça não deu informações sobre o atraso, que chegou a três horas.

O quinto dia de julgamento está começando com o interrogatório do réu Maurício Marchese Rodrigues. Depois, os 24 réus presentes serão interrogados, acusados pela morte de 15 detentos no segundo pavimento do Pavilhão 9 do Carandiru, em 1992.

Na quarta, um jurado passou mal e os trabalhos só voltaram na quinta-feira à tarde. Dependendo do ritmo das atividades, o julgamento poderá se estender pelo final de semana.

Tudo o que sabemos sobre:

carandirucasa de detençãomassacre

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.