A bruxa míope

Estadão

10 Maio 2012 | 07h00

bruxa.jpg

(Por Aryane Cararo)

Rodonésia era uma bruxa diferente: não usava vassoura. Ela preferia os rodos. O problema é que rodo nenhum parava nas mãos da bruxa míope. Sem enxergar quase nada, ela vivia acertando urubus e satélites em seus voos para fazer maldades ou simplesmente levar suas filhas para a escola.

Um dia, ela resolve roubar o rodo de um menino cuja avó o ensinou a se defender dos feitiços das bruxas. Só que, em vez de espantá-la, ele resolve negociar com Rodonésia: em troca dos rodos, ela deveria encantar um só para ele dar suas voltinhas pelo céu. Mas, não sei se vocês sabem, não dá para confiar nas bruxas. E Rodonésia lança um feitiço toda vez que ele tenta convencer a bruxa. Em que ela transforma ele? A resposta está em Uma História Bruxólica, de Cláudio Fragata.

Uma História Bruxólica. Texto: Cláudio Fragata. Ilustrações: Lúcia Brandão. Editora Globo Livros, R$ 35.