A maldição

Estadão

13 de abril de 2010 | 18h37

negros

Maria vivia na beira da praia com sua avó e seus três cães negros. Ao lado de sua casa, morava uma mulher esquisita. Ela não abria a boca nem para falar bom dia e costumava andar pelo quintal em noites de lua cheia.

Numa tarde, quando a menina brincava com os cães, sua bolinha caiu no terreno da vizinha. Rapidamente, os animais pularam o muro. Foi terrível. Com gritos em idiomas desconhecidos, a dona da casa enfeitiçou os bichos, que ficaram desorientados e cegos.

Chorando, Maria pediu ajuda para sua avó. A vovó deu a ela uma pedrinha verde muito brilhante e poderosa. Mas este era só o começo. A menina precisaria trilhar um longo caminho para salvar seus amigos.

Essa aventura está no livro recém-lançado Os Três Cães Negros, primeira história escrita por Elisabeth Teixeira. Mas ela já desenha há um tempão. Suas ilustrações, de traços bem delicados e expressivos, estão em mais de 90 textos, de vários autores.

Curioso é que Elisabeth queria mesmo era ser arqueóloga e produzir documentários. Um dia, porém, um amigo viu seus desenhos e falou: “Puxa, você poderia ser ilustradora de livros infantis!”

O rapaz tinha razão. Foi assim que Elisabeth mudou de profissão, ganhou vários prêmios e trocou de cidade. No Rio de Janeiro, ela usa até o mar como inspiração para suas histórias. Será que é por isso que Maria e seus três cachorros moram na beira da praia?

Os Três Cães Negros, de Elisabeth Teixeira. Editora Larousse Júnior, R$ 23,90.

Observação: Na seção E Se Chover? você sempre encontra a historinha de um livro diferente, que pode ser um lançamento ou uma obra muito boa que já está nas livrarias faz tempo.