‘Aula’ de reciclagem

Estadão

04 de maio de 2010 | 15h37

a casa verde1

Um professor inventa uma máquina para reciclar o lixo, mas é sequestrado. Para ajudá-lo, sua aluna Nerd 1 cria  “Eu”, um avatar que sai da tela do computador  e ganha vida, por um tempinho. Na luta contra os vilões, “Eu” se junta a Leonardo Del Vinte, o inventor da fórmula da juventude.

A aventura ecológica está no filme A Casa Verde, em cartaz nos cinemas. Mas também poderia estar na aula de ciências, informática e até  história.

É tudo em clima de gibi. Sabe aquela sombra que aparece em algumas histórias em quadrinhos? Pois é, no filme tem até esse detalhe. A “sombra” é devido à “rotoscopia”: ou seja, a pintura dos quadros (frames) do filme após a gravação das cenas.

Esquisito, não é?  Mas é bom saber, para explicar para os adultos, que o  “defeito de iluminação” é, na verdade, uma técnica, usada pela primeira vez em um longa-metragem nacional. Legal!  

A Casa Verde. Direção de Paulo Nascimento. Em São Paulo, está em cartaz nos cinemas: Bourbon, Cine Tam, Frei Caneca Unibanco Arteplex e Interlar Aricanduva.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.