Cães heróis

Estadão

19 de janeiro de 2013 | 07h00

Capa_blog.jpg

(Por Natália Mazzoni)

Quem leu o Estadinho desta semana já sabe que Rati, Beck e Google treinam duro para salvar vidas. Eles são diferentes dos heróis dos quadrinhos, não têm superpoderes e não usam uniformes. E eles são cachorros! Não leu ainda? Clique nas páginas abaixo, depois, volte aqui para saber mais sobre o trabalho dos “cães bombeiros”, conhecer Joe Spencer, o cachorro “terapeuta” que trabalha no Hospital São Paulo e Boris, o cão-guia que mudou a cidade.

Página 1

Página 2

Google, o buscador

Como você viu em nossa reportagem de capa, os cães do quartel dos bombeiros treinam ainda filhotes para aprender a achar pessoas em situações de emergência. Quando o Estadinho visitou o quartel, Google exibiu suas habilidades encontrando um bombeiro que estava escondido em uma das caixas. Se você ficou curioso para ver como isso aconteceu, assista ao vídeo abaixo.

Boris, o cão-guia

0__12106249_EX_00.jpg
Foto: Reprodução

O cão da foto acima é muito especial. Seu nome é Boris e ele foi os olhos de sua dona, Thays Martinez, por 8 anos. Ele morreu em 2009, mas seu trabalho jamais será esquecido. E não é só por sua dona. Boris fez parte de uma história que trouxe algo muito bom para a cidade de São Paulo: o direito de acesso irrestrito por cães-guia ao metrô. Tudo começou em 2000, quando sua dona foi impedida de usar o transporte público por estar na companhia de um cachorro, já que animais não são permitidos no lugar. A história do labrador virou até livro, o Minha Vida Com Boris (Editora Globo, R$ 24,90).

Joey, o cão terapeuta

Uma vez por semana, o golden retriever Joe Spencer, de 8 anos, percorre o Hospital São Paulo. Seu trabalho é visitar crianças, idosos e adultos que estejam internados. O cão é supervisionado e acompanhado por veterinários, vacinado e vermifugado, para que não tenha nenhum problema de contaminação nas visitas, que já acontecem há 6 anos. Mansinho, ele coloca a pata em cima da cama, deita a cabeça no colo dos pacientes, brinca e recebe carinho de todo mundo. É um terapeuta que não fala, mas sente tudo ao seu redor.

Quer conhecê-lo? Clique na nossa galeria de fotos.