Desafio: nuvem de histórias

Estadão

21 Abril 2012 | 06h57

nuvem.jpg

O Estadinho de 24 de março propôs um desafio: escrever uma história com as palavras que formaram a nuvem de tags , resultado de todos os textos já publicados na seção Pequenos Contadores (

). Uma turma de alunos da professora Veronice Leal, do 5º ano do Colégio Santa Maria, em São Paulo, topou e mandou suas histórias. A que está abaixo foi publicada no Estadinho de papel (mas aqui está a versão sem cortes). Os outros textos você lê nos posts seguintes. Boa leitura!

 

Uma semana de glamour

10vitoria.jpg

“Havia uma casa no topo de uma montanha e lá vivia uma menina chamada Maria e sua mãe, Roxane. Elas moravam em uma pequena cidade e eram muito pobres. Roxane vendia comida e frutas e Maria ajudava sua mãe nos fins de semana (nos dias de semana, ela ia à escola).

Depois de um mês cansativo de trabalho, mãe e filha decidiram tirar férias em uma cidade muito chique: Paris. Pegaram o primeiro barco e lá foram elas, prontas para passear. No dia seguinte, desembarcaram do barco e seguiram para o hotel. Deixaram as mala e foram para um tour por Paris, visitaram a Torre Eiffel, museus e várias galerias. Já estava tarde, mas decidiram ir ao castelo da princesa por último. Quando chegaram, viram um jardim muito grande e entraram no castelo. Então, viram a princesa saindo com sua carruagem. A secretária da princesa disse a Maria:

– Princesa, corra, vá se arrumar. Está quase na hora da festa!

A menina ficou sem palavras, subiu para se arrumar com sua mãe. Descobriram que a princesa e a Maria eram quase iguais e, por isso, a confundiram com Maria. Mas ela até gostou do engano e continuou fingindo que era a princesa. Foram à festa e ainda tiveram um evento com as amigas da princesa.

No terceiro dia, Maria e sua mãe receberam café da manhã na cama e massagem com água quente e pedras. Maria falou a sua mãe:

– Estamos em um belo sonho, não é, mãe?

– É, minha filha, estamos – respondeu a mãe.

A cama delas era de seda e pétalas de rosas. Em volta do castelo tinha muita natureza.

Faltavam quatro dias para voltarem, então aproveitaram ao máximo. Foram a uma festa com meninos amigos da princesa. Assim que voltaram, assistiram a um filme de medo. À noite, foram comprar joias e roupas. No dia seguinte, Maria foi andar de cavalo e caiu muitas vezes, todos riram, mas ela não ligou. Ela sempre andava a cavalo, mas errou a galopada naquela hora.

Para ela, era o melhor dia de sua vida. O último dia começou bem com um almoço entre a família e depois uma aula de dança. A professora só repetia uma vez cada passo. Já era tarde e correram para o hotel pegar as malas e ir para o barco. Às onze horas, o barco saía e elas chegaram na hora. Passaram-se anos e anos e elas nunca esqueceram aquela semana.”

Vitoria Comitre Leite, 11 anos.