Dieta animal

Estadão

19 Maio 2012 | 07h00

capa blog_2.jpg

Orangotango que toma iogurte,  tamanduá que come papinha e tigre que faz regime. Parece coisa de desenho animado, mas não é. O Estadinho invadiu a cozinha do Zoológico de São Paulo para descobrir o que os bichos comem. Não viu a reportagem ainda? Clique nas páginas abaixo. Depois, continue aqui para ler uma entrevista bem legal sobre o assunto.

Página 1

Página 2

Página 3

Página 4

A bióloga Patricia Alexandrini, do Setor de Alimentação Animal, do Zoológico de São Paulo conta mais curiosidades sobre a alimentação dos bichos.

Estadinho: Qual bicho come mais quilos de comida por dia?
Patricia Alexandini: O animal que recebe a maior quantidade de alimentos é o elefantes africano. Podem comer de 200 a 250 Kg diário de alimento. Porém, apenas cerca de 20 Kg compreende em ração, frutas e verduras. Grande parte de sua dieta é composta por volumosos, isto é, capim, alfafa e cana de açúcar.

Qual como mais vezes por dia?
O grupo que recebe mais vezes, isto é, a dieta fracionada em vários horários ao dia, são os primatas. Recebem comida, em média, três vezes ao dia.

Felinos fazem dieta de quinta e domingo, no Zoologico de São Paulo, certo?
O jejum dos felinos é uma alternativa para os aproximarmos (pelo menos um pouco) do comportamento alimentar em vida livre. Geralmente, os animais selvagens caçam e consomem grandes quantidades de alimento, permanecendo longo período em jejum.

O que eles fazem para manter a forma?
Todos os seres vivos podem ser acometidos por doenças metabólico – nutricionais (obesidade, desnutrição ou carência vitamínica-mineral). A dieta saudável é o ponto primordial para prevenção destas doenças. Uma dieta balanceada é a adequada para suprir as necessidades diárias e não aquela rica em pesos (quantidade). Mas, não podemos esquecer que a vida sedentária propicia principalmente a obesidade.

Algum outro está em regime?
Nós ficamos “de olho” nas dietas de alguns animais e temos que colocá-los em protocolos de controle. Atualmente, temos um babuíno, uma gambá e um cachorro do mato vinagre. Além do regime de controle, temos alguns animais com apetite seletivo e temos que fazer um protocolo para ganho de peso, como um ouriço e um parauacu (primata).

Orangotango bebe iogurte por qual motivo?
Temos um exemplar de orangotango que recebe diariamente uma porção de iogurte com semente de linhaça. O principal objetivo é complementar a dieta com vitaminas e minerais necessários. A Shinta tem problemas dentários e, enquanto ela está em processo de reabilitação odontológica, oferecemos itens cozidos, pastosos e líquidos. No caso dela, a linhaça é o veículo rica em ômegas e que auxilia todo o processo de digestão.

Tem algum outro bicho que tem alguma dieta curiosa ou diferente?
Cada espécie apresenta alguns detalhes diferenciados em sua dieta. Por exemplo: pétalas de rosas na dieta de lagartos. Mirtilo (blueberry) na dieta de tucanos e araçaris. E temos iogurte como veículo de medicação. Mas, o principal é que os animais, como nós temos “gostos” isto é, paladares diferenciados.

Desde quando existe a fábrica de ração do zoo?
A fábrica foi inaugurada em maio de 2008  e produzimos até uma tonelada e meia por dia, variando de acordo com o consumo. Atualmente, nossa produção é apenas para consumo interno.

Há ração de rinoceronte no mercado?
O mercado comercializa alimentos para animais de produção, domésticos, pets ou silvestres legalizados. Como os mega vertebrados não são liberados para manutenção por particulares, como os pet, não há ração específica para eles. Já no caso do Zôo de São Paulo, temos rações próprias para nosso acervo de silvestres herbívoros, por exemplo, que são formuladas para suprir a necessidade de cada espécie.

Comida para gente e comida para bicho, qual a diferença no preparo?
Não deve ter diferença. O controle deve ser igual ao de humanos. Todas as normas são baseadas nas orientações da ANVISA e do Ministério da Agricultura. A aquisição dos itens segue o mesmo parâmetro que aquisição de alimentos para humanos, exigimos selos e todos os trâmites de fiscalização. As empresas fornecedoras são as mesmas de grandes supermercados e açougues. A única diferença é a forma de oferecimento, às vezes crus, cozidos, inteiros ou picados de acordo com a ecologia alimentar de cada grupo.

Gostou de aprender mais sobre a dieta dos bichos? Você pode testar seus conhecimentos sobre animais no Sua Vez dessa semana. Acertou tudo? Errou? Conta para a gente!