Força de gigante

Estadão

21 de setembro de 2011 | 07h00

guardia.jpg

(Por Aryane Cararo)

Nenenzinha é uma menina magrinha, miúda. Mas quando quer alguma coisa, ela cresce, cresce muito e não há quem impeça. Tem apenas 13 anos, mas já é tia, uma tia menina. Seu sobrinho mais velho, Niquinho, tem só dois anos a menos do que ela. Ele é irmão de Quinzinho, Chiquito e Célia. Acontece que eles ficaram órfãos e acabaram sendo cuidados por uma tia malvada, uma mulher bonita, mas com alma de bruxa. E Nenenzinha, com pena daquele quarteto, resolve sair da casa de seus pais para morar com o irmão, Tião, e cuidar dos sobrinhos.

Além de ajudar nas inúmeras tarefas de casa, a garota dava um jeito de os sobrinhos se divertirem, como toda criança merece. Até o dia em que descobre o segredo da malvada da Delminda, a tia bruxa. E desse dia em diante, toda vez que a situação se agravar, ela vai ameaçar contar o segredo para o irmão. Mas o que será que Nenenzinha sabe? Ela de fato sabe de alguma coisa?

Isso tudo você descobre no livro A Guardiã dos Segredos de Família, da escritora mineira Stella Maris Rezende. Lançado este ano pela editora SM, o livro é resultado do prêmio Barco a Vapor de 2010. Todo ano, a Fundação SM faz um concurso aberto para escritores do Brasil inteiro enviarem suas histórias. A que eles consideram a melhor é publicada no ano seguinte, e a de Stella Maris foi a premiada. Nesse ano, o ganhador foi um rapaz de 23 anos chamado Irley Thiago de Oliveira, que inventou uma história meio pirada sobre o Coelho Azul. Parece ser bem legal, tem até aventura de ratos pelo esgoto, mas temos de esperar o livro ficar pronto para conhecer (só no ano que vem).

A Guardiã dos Segredos de Família
Autor: Stella Maris Rezende.
Edições SM, R$ 28.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.