Keith quem?

Thais Caramico

31 de julho de 2010 | 07h10

keith

Cada artista tem um estilo, um jeito de mostrar sua arte para o mundo. Este aí de cima, o norte-americano Keith Haring, costumava desenhar quadrinhos pela casa desde criança. Mesmo depois de adulto, ele continuou pintando as paredes. Passou, então, a ser convidado a pintar o muro em vários lugares. E adorava ter crianças por perto, vendo o que ele criava.

De traço fácil, simples e muito colorido, Keith conquistou uma série de fãs e influenciou a arte urbana. Seu jeito de pintar sempre foi uma forma de contar histórias. Mas em vez de textos, as imagens falavam por si só.

Em 1983, Keith Haring veio ao Brasil a convite da Bienal de São Paulo. Na ocasião, pintou um muro perto da Avenida Sumaré. Ele morreu em 1990. Mas seu trabalho está de volta na exposição inédita Selected Works (um conjunto de 94 obras), que começa hoje na Caixa Cultural, em São Paulo. A mostra fica em cartaz até 5 de setembro. Depois, segue para o Rio de Janeiro de 28 de setembro a 14 de novembro. Quer saber mais? Veja aqui.

Se você não estiver em nenhuma dessas cidades, o Estadinho recomenda (de qualquer jeito) uma visita ao site do Keith. É legal e interativo e, mesmo em inglês, tem uma seção infantil (chamada de Kids), onde você pode jogar e clicar para colorir vários desenhos feitos por ele. Não é o máximo? Olha só!