Mundo de plástico

Estadão

10 Março 2012 | 07h00

Capa blog_1.jpg

(Por Natália Mazzoni)

Esta semana o Estadinho mostrou para você que é quase impossível viver um dia sem plástico. Mas você já parou para pensar em quanto esse material polui o nosso planeta? São mais de 300 anos para uma sacolinha de supermercado sumir! E tem um número mais assustador. ” O plástico demora aproximadamente 100 mil anos para se decompor a partir da sua exposição ao meio ambiente. Sendo assim, o descarte inadequado do plástico gera um grave problema ambiental”, explica José Lázaro Ferraz, especialista em meio ambiente e técnicas de minimização de impactos ambientais da Unicamp. Assustador, não é?

Então, por que não nos livramos disso de uma vez por todas? É só viver sem usar nadinha de plástico. O Estadinho propôs esse desafio. Mas foi só para te mostrar que hoje, infelizmente, a gente não vive mais sem esse material sintético. Ainda não leu a reportagem? Clique nas páginas abaixo. Depois, continue aqui e descubra mais sobre esse “vilão” do nosso planeta.

Página 1

Página 2

Página 3

O professor José Lázaro Ferraz contou mais sobre o plástico. Como ele é feito e como podemos minimizar os impactos ambientais que ele causa.

Como é feito o plástico?
Para a fabricação do plástico primeiro é necessário a exploração da natureza através da extração do petróleo. Depois, o petróleo passa por um processo de refino para tirar matérias primas específicas que serão transformadas em resinas e depois em plástico, seguindo então para o consumo.

Como é tratado o descarte desse material?
Após o consumo a maior parte destes materiais é descartada de maneira inadequada e seguem para aterros sanitários que irão provocar impactos ambientais negativos. O consumo desordenado em grandes quantidades do plástico e sua destinação inadequada causa sérios problemas ao meio ambiente. Além de poluir o solo e a água, o plástico também gera problemas de poluição em rios e oceanos. Coloca-se em perigo os peixes e os animais marinhos, que ingerem plástico achando ser alimento.

O que devemos fazer para ter um consumo mais consciente?

Aplicando a “regra dos três Rs”:
Reduzir: Consuma o que você realmente precisa. Muitas vezes compramos coisas que não precisamos e ficamos dias, meses e anos acumulando “tranqueiras” quando um belo dia decidimos renovar tudo.
Reutilizar: Podemos reaproveitar os potes de sorvete para guardar comida, fazer arte com garrafas de refrigerante ou jornal. Imagine se conseguirmos usar pelo menos mais uma vez as coisas que consumimos?
Reciclar: A reciclagem permite a diminuição da exploração dos recursos naturais e muitas vezes é um processo mais barato do que a produção a partir da matéria-prima bruta. A lata de alumínio é um exemplo do dia a dia de qualquer um. Acabamos de tomar o refrigerante e já tem alguém interessado na latinha. Isso porque o Brasil é o número 1 em reciclagem de latinhas e o valor do alumínio é bem atraente para aqueles que não possuem outra fonte de renda.

No documentário Bag it! (que chega ao Brasil nesta semana), o personagem principal Jeb Bierrer questiona: por que hoje quase tudo é feito de plástico?
Os plásticos possuem propriedades físico-químico que permitem a sua utilização em substituição a outros materiais a um custo muito melhor, gerando economia para as empresas. Além disso o plástico apresenta boas condições de higiene para conservação de materiais e alimentos. Assim o plástico pode, por exemplo, substituir matérias como aço, cerâmica, madeira, etc.

Se você quer conhecer mais sobre o universo do plástico o documentário Bag it! é uma boa opção. Nele você aprende numa linguagem leve e descontraída que precisamos ter um consumo muito mais responsável. Se quiser, veja o trailer. Está em inglês, mesmo que você não consiga entender tudo, vale a pena ver as imagens.

Bag it! estará na 1ª Mostra de Cinema Ecofalante Ambiental dia 20 (terça-feira) às 16 h 30 no Cine Livraria Cultura (Av. Paulista, 2073, São Paulo).
A mostra conta também com exibições dedicadas só ao público infantil no MIS ( Av. Europa, 158, Jardim Europa)  Veja só a programação:

Dia 15, quinta-feira:

 9 h e 14 h –  Wall-E

Dia 16, sexta-feira: 

9 h e 14 h – Os Sem Floresta  

Dia 20 de Março, terça-feira:

 9h00 – Kiriku e a Feiticeira

14h00 – Animais Unidos Jamais Serão Vencidos