O Menino que Vendia Palavras

Estadão

19 Outubro 2011 | 16h00

menino_1.jpg 

(Por Natália Mazzoni)

“Quanto mais a gente lê, mais palavras a gente conhece. E a vida fica mais fácil”. Você já parou para pensar nisso? No quanto é importante conhecer novas palavras e se comunicar cada vez melhor com o mundo?

A frase foi tirada da peça O Menino que Vendia Palavras, baseada no livro de Ignácio de Loyola Brandão, que dá nome ao espetáculo. A história é sobre Pablo, filho de um homem muito culto, interpretado pelo ator Eduardo Moscovis. Um dia Pablo convida todos os amigos a irem até a sua casa para perguntar o significado de algumas palavras para o seu pai.  Utopia, lunático, degringolado, cornucópia…cada um queria saber uma coisa. E é assim que o menino percebe que poderia vender palavras para os amigos.

Até que um dia, Pablo descobre uma palavra que nem ele nem seu pai conheciam. Vale muito a pena assistir ao espetáculo. Você aprende novas palavras e sai de lá querendo ler mais do que nunca.

menino_pe__a_263.jpg

 Pablo (de verde) e seu pai, em uma das cenas da peça.

A direção é de Cristina Moura e a dramaturgia é de Pedro Bricio. A temporada vai até 20 de novembro no Teatro Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569, 6º andar), aos sábados e domingos, às 16 horas. Os ingressos custam R$ 50 e R$ 25 (meia entrada). Quem levar um livro infantil para doação, ganha desconto de 50% no preço do ingresso.