O mundo de Estela encolheu

Estadão

29 de abril de 2010 | 09h00

“Quando Estela era muito, muito pequena, ela achava que era uma tartaruga.”

estela1 

Também achava que ser cachorro era bom. Para ela, sua casa era enorme, um palácio tão grande e tão alto que era impossível alcançar as fechaduras das portas. O bom é que a banheira parecia uma piscina e que o quintal podia ser uma floresta inteira. Mas Estela cresceu.

 

“Ela anda muito mais depressa do que uma tartaruga, e carrega o cachorro como se fosse um saco de batatas.”

estela2

Agora que Estela ficou maior, o tigre virou gato e a floresta não passa de um quintal que ela consegue percorrer inteirinho. E como ela está grande, pode ensinar um montão de coisas para seu irmãozinho Marcos.

Quer ver como o mundo de Estela encolheu à medida em que ela cresceu? Então, procure Quando Estela Era Muito, Muito Pequena, o sétimo livro que Marie-Louise Gay fez com a personagem Estela. 

estela3

 

Quando Estela Era Muito, Muito Pequena, com texto e ilustrações de Marie-Louise Gay e tradução de Gilda de Aquino. Ed. Brinque-Book, R$ 28,70.

Observação: Na seção E Se Chover? você sempre encontra a historinha de um livro diferente, que pode ser um lançamento ou uma obra muito boa que já está nas livrarias faz tempo.