O pinheiro insatisfeito

Estadão

20 de dezembro de 2011 | 00h15

 

O_pinheirinho_de_Natal.jpg

Um pinheiro vivia triste no meio da floresta. Via suas amigas árvores sendo levadas para virarem parte de barquinhos que navegavam pelo mar. “Como eu gostaria de ser alto o bastante para ir ao mar”, suspira.
E de tanto desejar sair de lá, um dia o pequeno pinheiro é levado para ser árvore de Natal. Aquela noite foi a mais feliz de sua vida, mas as coisas acabaram de um jeito bastante triste.
Essa história é de Hans Christian Andersen, o mesmo autor da história do Soldadinho de Chumbo, e foi publicada pela primeira vez na Dinamarca em 1844. No livro O Pinheirinho de Natal, esse conto foi recontado por Tatiana Belinky.
Se você ficou curioso para descobrir como acaba a trajetória desse pinheiro que estava sempre insatisfeito com a própria vida, pode se preparar para um final bem diferente dos convencionais. Boa leitura!

O Pinheirinho de Natal
Autora: Tatiana Belinky
Editora: Caramelo
Preço: R$ 32,90

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.