O primeiro conto

Estadão

29 de maio de 2010 | 07h15

Você sabe qual é o conto mais antigo de todos? Ele se chama Pele-de-Asno e foi escrito em 1697, por Charles Perrault. A história passou por muitos contadores e o Estadinho mostra agora qual foi a versão da escritora Katia Canton.

O conto é um pouquinho longo, mas muito legal. A nossa sugestão é que você o imprima e, num lugar bem confortável, peça para seus pais sentarem e lerem para você.

asno_500

Pele-de-Asno

Era uma vez um reino feliz, tão feliz que parecia encantado. O rei era justo e querido por todos e amava muito sua bela esposa. O casal tinha uma filhinha linda, que era a cara da mãe. Viviam em harmonia e tinham um asno, um pequeno burrinho que possuía um dom especial. Ele produzia moedas de ouro.

Todas as manhãs, uma funcionária do palácio ia até ele e recolhia sobre o feno moedas douradas, suficientes para pagar todas as despesas reais. Parecia tudo uma perfeição sem igual. Infelizmente, aconteceu de a rainha ficar muito doente. Já perto da morte, deitada em sua cama, ela chamou o rei e lhe disse:

– Meu amado, eu não viverei por muito tempo mais e quero que você me prometa uma coisa: você se casará novamente.

O rei estava tão triste, que nem conseguia pensar numa coisa dessas. Só tinha olhos para a esposa, que insistiu:

– Eu sei que você sofre, mas precisa ser forte. Logo mais, sentirá falta de uma companheira. Só lhe peço para que se case com uma mulher mais bonita do que eu.

Clique aqui para continuar a história.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.