Onde está o menino?

Estadão

23 de abril de 2013 | 07h00

zoo2.jpg

(Por Aryane Cararo)

Este livro não tem história. E, por isso mesmo, talvez tenha muitas. Zoo, do espanhol Jesús Gabán, aglomera animais a cada dupla de páginas. Há bichos com pelos, que parecem pelúcia. Estão lá os quatis e o urso panda, por exemplo. Há os que têm carapaça dura. Como tatu, o caranguejo e o chifre do rinoceronte. Tem também os de pernas longas, como o flamingo, a garça e o colhereiro. Cada grupo está em uma página.

Mas uma coisa não muda. Em todas as páginas, um menino observa tudo de longe. Às vezes, quase se esconde. E é bem divertido procurar onde ele está. Nessa brincadeira, as ilustrações em nanquim e aquarela de Jesús revelam muitas outras coisas. Sutilezas como os olhos chorões nas asas das borboletas. Os filhotes de pássaro no topo do cactos. E a lesma no nariz da tartaruga, que quase parece um dinossauro. O livro que deixa para você contar a história que enxergar ali, surpreende pela beleza das ilustrações. Delicadas, com uma dose de surrealismo mágico e deliciosamente compostas.  Vale ficar um tempão observando cada página.

Zoo_1.jpg

Zoo. Autor: Jesús Gabán. Projeto Editora, R$ 36

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.