Relógio biológico

Estadão

17 de maio de 2013 | 07h00

 relogio.jpg

Você sabia que um ácaro vive apenas 6 dias?
Que uma mosca doméstica sobrevive entre 14 e 30 dias?
E que as borboletas duram até 21 dias?
Sabia que um rato doméstico vive de 12 a 18 meses, que é quase o mesmo tanto que vive um camaleão-de-labord (12 a 14 meses)?
Já disseram a você que uma joaninha pode viver mais do que um coelho selvagem?
E que um guaxinim pode viver menos do que um besouro-de-esterco?

Informações como essas estão no livro O Relógio da Vida, da editora Girassol. Dividido por quantidade de minutos, dias, meses e anos, a obra apresenta várias espécies de animais, descritas com outras curiosidades. É interessante conseguir comparar de maneira bem fácil e clara o quanto vive cada um dos bichos que povoam a Terra.

E tem também informações como a que todos os peixes-palhaço nascem machos, mas quando a fêmea do grupo morre, ele troca de sexo e se transforma em fêmea.

Ou que o dromedário pode beber mais de 200 litros de água de uma só vez!

E até que os ursos-polares são os maiores carnívoros da Terra e que eles têm a pele negra. Acredite!

De fato, o livro é um arsenal de dados curiosos! Para sair contando para os amigos e a família por pelo menos um mês inteiro!

O Relógio da Vida. Autor: Grahan L. Banes. Editora Girassol, R$ 49,90

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.