Saiba mais sobre dragões

Thais Caramico

27 de março de 2010 | 08h23

livro5

Como você deve ter visto hoje no Estadinho de papel, essas criaturas voam longe (e há muito tempo) na nossa imaginação. Mas o assunto também é coisa séria, tanto que há pessoas que passam a vida estudando a história e os símbolos desse animal mágico, que faz parte do folclore de muitos povos.

O que vamos mostrar logo abaixo são características e curiosidades dos dragões, para você conhecê-los ainda mais. E quem nos guia por essa viagem é o dragonologista Edward Topsell, que escreveu um manual completo dos dragões chamado Dragonologia.

Você sabia que os dragões armazenam tesouros?
Por serem animais mágicos, há muitas lendas que tratam os dragões como guardiões de tesouros. Mais do que isso, eles próprios são considerados verdadeiros tesouros por terem alguns poderes. O sangue de dragão, por exemplo, é capaz de curar qualquer ferimento.

Outra parte mágica de seu corpo são as escamas. Dissolvidas em cem partes de água, elas se transformam em uma tinta invisível que brilha somente quando a lua está cheia. E por último, o cocô (sim, isso mesmo) é um fertilizante ótimo, que faz crescer as mais lindas e fortes árvores em tempo recorde.

Lendas de dragões pelo mundo

Montanha do Dragão, no Tibete: seu hábitat fica entre os picos da montanha do Himalaia. Ali, são os monges que elegem um dragão “amigo” para se comunicar com os outros.

China e o Templo Hobg Wei: o templo fica no topo das montanhas, em uma região cheia de cachoeiras. Ali, o dragão é uma figura muito importante. Um de seus poderes é cuidar da chuva, como um deus do clima. Outra crença do país é que os dragões trazem sorte às pessoas, são animais sagrados.

– Katoomba, na Austrália: o pôr do sol é azul nessas montanhas australianas. Antes, ninguém sabia o que causava essa coloração. Mas depois foi comprovado que a fumaça dos dragões é que deixava o ar azul.

Foto: cena do filme A Bruxinha e o Dragão, de Stefan Ruzowitzky / Divulgação

Tudo o que sabemos sobre:

curiosidadesdragãodragonologiapapel

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.