Tapete mágico?

Estadão

12 Abril 2010 | 10h00

radijamenor

Radija morava no deserto com seus pais e seus cinco irmãos. Ela ficava encantada com os mercadores que passavam por ali e contavam aventuras fantásticas de tapetes mágicos. A mocinha sonhava em partir com eles para contar histórias, mas sair de perto da família, para uma menina, era absurdo.

Um dia, disfarçada de garoto, ela partiu com um de seus irmãos e os mercadores. Já na cidade grande, arranjou emprego como “vendedor” de tapetes. Vendia todos, encantando os clientes com fábulas magníficas que criava a partir de cada desenho fiado.

Tudo ia bem, até que seu chefe descobriu que ela era mulher e decidiu demiti-la. Mas foi por pouco tempo, pois o patrão reconheceu que nenhum de seus homens era tão bom quando ela. A menina voltou à loja com muitas aventuras mas, desta vez, como garota.

É isso que você lê em Radija e os Tapetes Mágicos. E apesar de falar de uma menina, não ache que só vai ter desenho meiguinho. As ilustrações de Fernando Vilela combinam mais com o espírito valente e ousado de Radija.

Radija e os Tapetes Mágicos, de Stela Barbieri, com desenhos de Fernando Vilela. Editora Escala. R$ 26,90.

Observação: Na seção E Se Chover? você sempre encontra a historinha de um livro diferente, que pode ser um lançamento ou uma obra muito boa que já está nas livrarias faz tempo.