Um dia de índio

Estadão

16 de abril de 2010 | 20h14

indios-estadinho

Segunda-feira, 19 de abril, é Dia do Índio, como você já deve ter aprendido na escola. O que talvez você não saiba é que 50 índios do Xingu estão hospedados na Toca da Raposa, um espaço muito bacana, a apenas 1h30 de São Paulo.

Eles ficam por ali até o dia 16 de maio, mostrando um pouco sobre sua cultura, lendas e rituais. Na cozinha da aldeia cenográfica, por exemplo, dá até para comer biju com peixe, um prato típico.

Além dos visitantes, o espaço tem museu do índio e vários animais. Um deles é o Jeca, um macaco bugio que teve um dos braços arrancados por um jacaré, lá perto da represa onde morava. Outro é o simpático Wagner, um sorridente macaco-prego de peito amarelo.

Vale chegar no local logo pela manhã. Na Toca da Raposa há restaurante, lanchonete, feira de produtos indígenas, trilhas no meio da Mata Atlântica e parede de escalada.

Mas é no escorregador de farinha que todo mundo se diverte para valer. O brinquedo é feito de cimento, mas os monitores jogam farinha de trigo (aquela do bolo) para você deslizar rapidinho. Até seu pai pode entrar na brincadeira: ao lado da casa do cachorro do mato, há um escorregador bem alto!

Toca da Raposa:
Rod. Régis Bittencourt, km 323, Juquitiba, 4681-2854. Sáb., dom. e fer., 9h30 às 16h30. R$ 30 (R$ 25, crianças até 5 anos). Não aceita cartão de crédito.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.