História da Indústria Brasileira

Guias Oesp

25 de maio de 2011 | 10h29

A industrialização no Brasil pode ser dividida em quatro períodos principais: o primeiro período, de 1500 a 1808, chamado de “Proibição”; o segundo período, de 1808 a 1930, chamado de “Implantação”; o terceiro período, de 1930 a 1956, conhecido como fase da Revolução Industrial Brasileira, e o quarto período, após 1956,  chamado de fase da internacionalização da economia brasileira.

Comparando-se com outros países, a história da indústria brasileira é bem recente. Somente na década de 90, o Brasil começou a adotar políticas de competitividade. Como exemplo, a produção de petróleo triplicou em 1994, devido à crise do produto na década de 70.

Foi também na década de 90 que a indústria automobilística se modernizou e começou a crescer, ocupando a 8ª posição na classificação mundial de produção de automóveis.

A Indústria Aeronáutica decolou a passos lentos no Brasil, a produção de aeronaves só ganhou verdadeira força há apenas 20 anos, porém hoje, a Embraer é uma das maiores empresas aeroespaciais do mundo, já produziu mais de 5 mil aviões, que operam em 92 países, nos cinco continentes, tornando-a líder no mercado de jatos comerciais.

Até no espaço a indústria brasileira está presente. Programas de construção de satélites foram construídos em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e com o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE), com a colaboração da NASA.

A indústria de informática, em crescimento colossal, gera lucros exorbitantes à nação, além de diminuir a necessidade de importações.

Atualmente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) contabilizou 310 mil empresas industriais no Brasil, gerando 7,9 milhões (*).

Este texto é uma forma de homenagear a todos os profissionais da indústria que direta ou indiretamente participam no crescimento do Brasil!

(*) Índices de 2008

Fontes: IBGE e Wikipedia

Acesse nosso site e conheças as maiores e melhores indústrias do Brasil www.guiasoesp.com.br