Projeção de argamassas aumenta produtividade e qualidade dos revestimentos.

Guias Oesp

20 de maio de 2010 | 11h52

Maior produtividade, uniformidade e garantia de bom desempenho são algumas das características prontamente associadas às argamassas projetadas.

O uso correto desses métodos de projeção, garantem os especialistas, traz uma série de vantagens técnicas e operacionais para as construtoras que desejam minimizar interferências humanas, melhorando a performance das suas edificações e agilizando a etapa de execução dos revestimentos.

“A projeção permite melhor compactação [da argamassa sobre a superfície] por lançar o material em grânulos pequenos, os quais se acomodam melhor diminuindo tanto a quantidade de defeitos na interface entre a argamassa e a superfície quanto o volume do material aplicado, minimizando também o ar aprisionado na mistura”, comenta Rafael Pileggi, professor-doutor da Escola Politécnica de São Paulo.

Outro ponto alto da projeção é a garantia de constância da energia de lançamento obtido pelo uso de equipamentos, dificilmente alcançada manualmente. Essas características combinadas resultam em uma resistência de aderência maior e mais uniforme à argamassa de projeção, cuja espessura é similar às das aplicadas pelo método convencional.

i194346

Diferentemente do que acontece no método convencional de aplicação, a energia de lançamento do equipamento é constante, resultando em revestimentos com melhor desempenho

Fonte: Revista techne/ Engenharia

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.