Sustentabilidade – Soluções necessárias

Guias Oesp

16 de fevereiro de 2011 | 15h13

Obras exigem uso eficiente de água e energia, custos menores e redução de entulho

Construções SustentáveisCrescer de maneira sustentável tem se mostrado um grande desafio para a indústria da construção civil, que começa a se deparar com gargalos como a falta de mão de obra especializada e o despreparo dos órgãos públicos para dar vazão à crescente demanda, que tem atingido patamares históricos. Tema recorrente em eventos do setor, a busca por soluções que resultem no uso mais eficiente de água e energia, redução da produção de entulho ou em um custo de manutenção mais baixo tem avançado.

Além do uso racional da enrgia, a substituição das antigas formas de madeira pelas de plástico ou alumínio, o uso de madeiras de reflorestamento nos telhados, a exploração da energia eólica e a captação de água da chuva estão entre as ações sustentáveis mais citadas pelas construtoras.

Apesar das dificuldades e percalços, nos próximos anos a perspectiva é de que as empresas que não tiverem adotado práticas mais sustentáveis de produção, por convicção, terão de fazê-lo por determinação dos órgãos públicos. E a previsão de investimentos consideráveis em infraestrutura, em razão dos preparativos para a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíadas de 2016, deve ampliar ainda mais o escopo desse debate na indústria da construção civil. Nos próximos quatro anos o País deve receber R$ 1,6 trilhão em investimentos nas áreas de infraestrutura, indústrias e edificações, pelos cálculos do BNDES.

Banheiro com janelaEmbora não exista um cálculo setorial preciso do retorno financeiro dessas iniciativas, há várias ações em andamento. A incorporadora Even acredita que os efeitos dessa estratégia já podem começar a aparecer no curto prazo. A empresa, que promove ações de conscientização sobre a questão inclusive entre seus funcionários, conseguiu atrair o interesse de sete novos fundos para suas ações logo após seu ingresso no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa, no ano passado. A Even é a única incorporadora a integrar o índice.

Veja matéria completa em nossa revista.

Revista Construção – Edição 115 – Guias OESP

Siga-nos em nosso Twitter: @GuiasOESP

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.