Venda de caminhões cresce 26,8% no trimestre.

Guias Oesp

18 de abril de 2011 | 09h59

Caminhões MercedesO mercado de caminhões começou o ano aquecido e tende a ser ainda mais movimentado nos últimos meses do ano, véspera de mudanças na legislação de emissão de poluentes. No primeiro trimestre, as vendas do segmento cresceram 26,8% em comparação com igual período do ano passado. O mercado em geral avançou 4,7%.

A partir de janeiro de 2012, os motores dos caminhões novos terão de estar adaptados a nova legislação chamada de Proconve 7, diesel mais limpo. Especialistas estimam que os motores desenvolvidos com nova tecnologia representem um acréscimo de preço de até 15% no valor total do veículo.

Este ano, a indústria começou a reforçar investimentos para ampliar capacidade. A Mercedes Benz transferiu para a antiga fábrica de automóveis, em Juiz de Fora (MG), parte das linhas de veículos da fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

As empresas também estão renovando produtos. Semana passada a italiana Iveco apresentou à imprensa o novo Stralis Eurotronic, modelo pesado com transmissão automatizada. Poucas semanas antes a Ford lançou a nova linha família Cargo, que recebeu novo desenho de carroceria. No início do ano, a Volvo, que atua no segmento de pesados, anunciou investimentos para começar a produzir no Brasil caixas de câmbio eletrônicas, importadas hoje da Suécia.

A disputa está acirrada. Segundo a Fenabrave, no acumulado de 2011, a MAN, fabricante dos caminhões e ônibus Volkwagen , foi líder do mercado total de caminhões, com 30,93%, seguida da Mercedes (23,38), Ford (17,15%), Volvo (11,42%), Scania (8,34%) e Iveco (7,80).

Fonte: Valor Econômico – Segunda-feira, 18 de abril de 2011.

Empresas de Caminhões – Guias OESP

Peças Para Caminhões e Ônibus – Atac e Fab – Guias OESP

Siga-nos em nosso Twitter: @GuiasOESP