Celso Russomanno venceria no 2º turno

Simulação feita pelo ibope/Estado/TV Globo mostra que o candidato Celso Russomanno(PRB) venceria José Serra (PSDB) no segundo turno das eleições municipais. Segundo a pesquisa, Russomanno ganharia de Serra por 42% a 35%. No primeiro turno, os dois aparecem com 26%. Haddad tem 9% das intenções de voto

Estadão

16 de agosto de 2012 | 22h51

Simulação feita pelo ibope/Estado/TV Globo mostra que o candidato Celso Russomanno(PRB) venceria José Serra (PSDB) no segundo turno das eleições municipais. Segundo a pesquisa, Russomanno ganharia de Serra por 42% a 35% (com 16% de votos brancos ou nulos). Em relação ao primeiro turno, os dois aparecem empatados com 26% das intenções de voto. Nas duas últimas semanas, Russomanno oscilou um ponto para cima e o tucano ficou onde estava.

Fernando Haddad (PT) se isolou em terceiro lugar. O petista foi de 6% para 9% das intenções de voto. Os três candidatos que estão empatados no quarto lugar são Soninha (PPS), Gabriel Chalita (PMDB) e Paulinho da Força (PDT), com 5% cada um.

Dois outros candidatos estão empatados na sétima colocação, com 1% na pesquisa estimulada: Ana Luiza(PSTU) e Carlos Gianazzi (PSOL). Eymael (PSDC), Levy Fidélix (PRTB), Anaí Caproni (PCO) e Miguel Manso (PPL) não chegaram a 1%. Além disso, 12% disseram que votariam nulo ou em branco se a eleição fosse hoje. Outros 10% não souberam responder a pesquisa.
É a primeira vez, na atual campanha, que o Ibope faz simulação de segundo turno. Apenas os dois líderes da pesquisa foram apresentados aos eleitores como opções, já que nenhum dos demais candidatos chegou ao patamar de dois dígitos na pesquisa estimulada do primeiro turno.

Russomanno deve sua posição de liderança aos eleitores que ganham de um a cinco salários mínimos – nessas faixas, ele tem mais de 10 pontos de vantagem sobre Serra. Já o tucano está na frente entre quem ganha mais de cinco salários mínimos: 40% a 32%.

Rejeição
Serra é o candidato que tem o maior grau de rejeição: 37% dos paulistanos afirmaram que não votariam no tucano. Haddad tem 14%, Russomanno 11%. Chalita 9% Soninha tem 14% e Paulinho 14%.
A pesquisa Ibope foi feita face a face entre os dias 13 a 15 de agosto. Ouviu 805 eleitores em todas as regiões da cidade. Sua margem de erro máxima estimada é de 3 pontos porcentuais, para mais ou para menos, num intervalo de confiança de 95%. Isso significa que se a pesquisa fosse repetida 100 vezes, em 95 delas um candidato com 50% de intenção de voto poderia ter de 47% a 53%.

Efeito Kassab
O Ibope também perguntou aos entrevistados como avaliam as administrações do prefeito Gilberto Kassab (PSD), do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e da presidente Dilma Rousseff (PT).
A gestão Kassab é considerada boa ou ótima por 18%, e ruim ou péssima por 43%. O saldo negativo cresceu de 22 para 25 pontos porcentuais. Alckmin é aprovado por 41% dos paulistanos, enquanto apenas 16% veem sua administração como ruim ou péssima. Já Dilma tem 55% de ótimo e bom e 11% de ruim e péssimo. Seu saldo positivo é de 44 pontos porcentuais, superior ao de Alckmin, com 25 pontos.