Neymar está livre para voar

O presidente santista Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro disse ontem à rádio Estadão ESPN que Neymar está autorizado a conversar com os clubes europeus. Real Madrid, Barcelona, Chelsea, Manchester City e o russo Anzi Makhachakala são os interessados

Redação Esportes

27 Junho 2011 | 22h22

Sanches Filho

O presidente santista Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro disse ontem em entrevista à rádio Estadão ESPN que Neymar está autorizado a conversar com os clubes europeus que se mostram dispostos a pagar os 45 milhões de euros (R$ 102 milhões) de sua multa rescisória. Real Madrid, Barcelona, Chelsea, Manchester City e o russo Anzi Makhachakala (onde joga Roberto Carlos) são os interessados.

Segundo o dirigente, o sinal verde da diretoria para o craque ouvir as propostas não significa que o clube está disposto a vendê-lo nem que o jogador esteja de saída. “Neymar está mais longe do que nunca de deixar o Santos. Os clubes vão procurá-lo, apresentar as propostas e ele vai recusar porque já tem salário europeu jogando onde gosta. Mora numa casa maravilhosa (apartamento de cobertura a duas quadras da praia), seu filho vai nascer em breve e ele não tem nenhum motivo para sair.”

O Santos tem 60% dos direitos econômicos do jogador, e os outros 40% foram comprados da família de Neymar em 2009 pela DIS. Se um clube europeu depositar o valor da multa não precisa nem negociar com o Santos. Nesse caso, a única chance de Neymar ficar na Vila Belmiro é não aceitar a transferência. O craque é o senhor do seu destino. Se for seduzido por alguma proposta, vai embora depois da Copa América.

Luís Álvaro disse que a decisão de autorizar Neymar a conversar com os interessados foi tomada em reconhecimento ao fato de os europeus terem procurado o Santos antes de se aproximar do craque. “Os clubes foram éticos ao procurar primeiro o Santos e manifestar a disposição de depositar o valor da multa. Cumprido o ritual ético, as pessoas podem conversar com quem quiser. Com o Wagner (Ribeiro), com o pai do Neymar, com o Neymar.”
Em sua avaliação, o erro cometido pelo Chelsea ano passado foi ter falado com o pai e o procurador do garoto antes de ter conversado com a diretoria santista. “Por isso resolvemos denunciá-lo à Fifa por aliciamento.”
Substitutos
Muricy Ramalho mostrou no treino de ontem o esboço do que será o time do Santos nas próximas seis rodadas do Campeonato Brasileiro. No lugar de Neymar, Rychely. No de Ganso, Roger Gaúcho. Ambos foram escolhidos pelo treinador entre os poucos jogadores que se destacaram nos times pequenos no Campeonato Paulista para completar e tapar buracos enquanto as estrelas estiverem fora.
“É uma sensação maravilhosa. Jamais poderia imaginar ter a oportunidade de jogar no time de Neymar e Ganso depois de ter caído para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista com o Santo André”, admitiu Rychely.
Roger teve algumas boas atuações pelo Oeste no Paulistão, e como Rychely assinou contrato de risco. Com fama de gostar da noite e não levar a carreira a sério, promete mudar de vida.