Mulher morre atacada por lobos

Funcionária do zoológico de Ostergotland, na Suécia, morreu depois de ser atacada por um bando de lobos. Ela tinha contato com os animais desde que eles eram filhotes. O zoo abriu uma investigação sobre o incidente

Redação

18 de junho de 2012 | 22h44

(Foto:Reuters) Mulher conhecia animais desde filhotes

Uma funcionária do zoológico de Ostergotland, na Suécia, morreu depois de ser atacada por um bando de lobos. O zoo abriu uma investigação sobre o incidente.
O caso ocorreu na manhã de domingo, quando uma alcateia atacou e matou uma funcionária de 30 anos, no zoológico do parque de Kolmarden, a cerca de 150km ao norte de Estocolmo.

Segundo o porta-voz, a funcionária, cujo nome não foi revelado, foi atacada durante uma visita de rotina a um recinto cercado que dá acesso aos animais.

“Ela ficou tão ferida no ataque que acabou morrendo por seus ferimentos. Nós não sabemos por que eles atacaram”, afirmou um porta-voz do parque.

Mats Hogren, chefe do zoológico, informou que a funcionária trabalhava no local havia muitos anos, e mantinha contato com os animais que a atacaram desde que eles eram filhotes.

O parque Kolmarden, fundado em 1965, é uma das principais atrações da Suécia, com mais de 500 mil visitantes anuais.

Em abril, duas funcionárias de um zoo do parque Nacional Towada-Hachimantai, no Japão, morreram após serem atacadas por ursos pardos que fugiram da jaula. Seis deles foram abatidos a tiros.

O corpo de uma das trabalhadoras, de 76 anos, foi achado no chão, junto a uma das jaulas, com uma mordida na perna. A outra tinha 69 anos e seu corpo foi achado nas proximidades da primeira. Um alerta sobre a fuga chegou a ser dado na cidade.

Tudo o que sabemos sobre:

LobosSuécia