Internet é opção de negócio

Especialista em estratégias empresariais e professor da Universidade Mackenzie, Marcos Morita afirma que há inúmeras possibilidades, nos mais diversos setores, desde vendas de produtos, aluguel e prestação de serviços. Confira as dicas

Redação

16 de novembro de 2010 | 09h17

A principal dica do especialista em estratégias empresariais e professor da Universidade Mackenzie, Marcos Morita, para quem pretende abrir seu negócio em 2011 é não ignorar a internet. “Há inúmeras possibilidades, nos mais diversos setores, desde vendas de produtos, aluguel e prestação de serviços. Veja por exemplo o negócio de sites de compras coletivas, atual febre na web”, destaca.

Veja as principais dicas do especialista para montar um negócio na web:
 
Dica 1 – Defina o foco do seu negócio
A primeira etapa de qualquer negócio está em descobrir eventuais necessidades não atendidas, as quais possam se tornar lucrativas oportunidades de negócio. Enganam-se quem imagina que o nível de competição na web seja menor que em negócios não virtuais. Há muitos negócios promissores, principalmente aos pequenos empresários criativos que saibam tirar proveito da força da rede mundial. O segredo está no foco, evitando entrar em negócios dominados por grandes empresas, cujo poder de barganha é infinitamente superior.
 
Dica 2 – Seleção de produtos e serviços
Encontrada a necessidade não atendida e o foco do negócio, é hora de definir o modelo de negócios, assim como os produtos e serviços que serão oferecidos, cuja seleção não se restringe ao espaço da prateleira ou gôndola. O estoque pode estar em local com menor custo por metro quadrado, um galpão em alguma periferia, ou até mesmo no próprio fornecedor.

Dica 3 – Crie um nome e uma identidade ao seu negócio
É hora de definir o nome e identidade de seu negócio – logotipo ou frase de efeito. Alguns critérios devem ser observados, tais como: fácil de ser lembrado, seja marcante, descreva o seu negócio e curto, de preferência. Vale salientar que seu nome é o mesmo utilizado em seu domínio, reforçando a identidade entre empresa e consumidor e facilitando sua busca na rede.
Uma vez definindo um nome para seu domínio e empresa, é necessário verificar se ninguém já o escolheu previamente, uma vez que não há domínios iguais. No site registro.br, pertencente ao NIC (2) basta digitar o nome desejado no canto superior esquerdo do site. 

Dica 4 – É hora de montar sua loja
Assim como numa loja, seu site é a porta de entrada de sua empresa. Tome alguns cuidados básicos para impressionar seus clientes. Deixe visível também as informações de contato da empresa: e-mail e telefone. Há consumidores que ainda preferem este tipo de comunicação.
Outra sugestão para que seus clientes retornem a sua loja virtual é criar uma sessão com novidades, sejam produtos, serviços ou promoções temporárias. É importante explicar de que maneira as informações dos clientes – cadastro, número de cartão de crédito, conta bancária, histórico de compras – será preservado. Sites com muitas informações ou que exijam muitos cliques até o fechamento da venda também são inadequados. Evite também arquivos muito pesados, cujo download leve muito tempo para ser concluído.
 
Dica 5 – Garanta uma compra segura para seus clientes, oferecendo o maior número de opções de pagamentos possíveis
O site deverá possuir e informar aos compradores, sua política de privacidade, através da qual possa garantir aos usuários que os dados ora informados não serão utilizados nem enviados a terceiros de maneira indevida.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.