Compra online no boleto dá desconto de até 10%

Sites de redes de varejo incentivam o pagamento à vista por meio dessa modalidade no lugar do uso de cartão. No entanto, os abatimentos não são fixos e podem valer apenas para alguns tipos de produtos

danielsilva

05 de setembro de 2011 | 23h00

Marília Almeida

Em tempos de uso cada vez mais intenso dos cartões de débito ou crédito, o pagamento feito por meio do tradicional boleto bancário pode ser uma forma de o consumidor conseguir descontos de até 10% nas compras à vista pela internet.

Esse porcentual de abatimento é oferecido por grandes lojas de varejo online, caso de Americanas, Walmart e Casas Bahia.

Em outros sites como os do Extra, Ponto Frio e Submarino, o desconto oferecido é menor – até 5% – nos pagamentos dessa forma. O Magazine Luiza, porém, oferece desconto de 5% em todas as formas de pagamento.

Os abatimentos são pontuais e cada site tem seus critérios para concedê-los. Geralmente, é necessário gastar um valor mínimo, que começa em R$ 19,99, caso do site do Extra, mas pode ser de R$ 499 no Submarino.

Os descontos também podem variar conforme o produto ou categoria de mercadoria. No Walmart, por exemplo, o desconto de 10% vale apenas para os artigos de cama, mesa e banho e telefonia.

Segundo dados do Banco Central, o número de transações no varejo em todo o País feitas por meio de transferências de crédito, que incluem boletos bancários, Documento de Ordem de Crédito (DOC) e Transferência Eletrônica Disponível (TED), teve aumento de 100% em cinco anos – de 1 bilhão em 2005 para 2 bilhões em 2010.

Já as realizadas com cartão de crédito e débito cresceram 157% (em torno de 1,5 bilhão para 3,3 bilhões) e 121% (cerca de 1,1 bilhão para 2,9 bilhões), no mesmo período, respectivamente.

Se por um lado, gastar menos interessa ao consumidor, os comerciantes incentivam o pagamento no boleto por razões financeiras: para eles, esse tipo de transação tem custo reduzido ante outras operações, como as com cartão de crédito, por exemplo.

“Enquanto em operações com cartão de crédito o varejista pode pagar à administradora do cartão até 6% de taxa administrativa sobre o valor da compra, as taxas são menores no caso de boletos bancários”, explica Carlos Henrique de Almeida, assessor econômico da Serasa Experian.

Além disso, o comerciante demora aproximadamente 30 dias para receber o valor de transações feitas por meio do cartão de crédito; já no boleto são até dois dias para o estabelecimento ter o pagamento em conta.

Diferenciação
Carlos Alberto Nahas, assessor técnico do Procon-SP, diz que a cobrança de preços diferentes conforme a forma de pagamento, é irregular e os sites que fazem uso dessa estratégia podem ser autuados ou multados.

“Pelo Código de Defesa do Consumidor, o benefício deve ser igual para todas as formas de pagamento que o estabelecimento aceitar. Já existe jurisprudência que aponta essa prática como abusiva. O consumidor que verificar ações desse tipo pode denunciar ao Procon.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.