Gol faz acordo com lojas para reforçar o Smiles

Redação

18 de outubro de 2012 | 06h07

Marina Gazzoni

A Gol lançou ontem um sistema que permite que seus clientes troquem milhas por produtos de 27 parceiros. Além de passagens aéreas, o cliente pode trocar seus pontos do programa de fidelidade Smiles por roupas, eletrodomésticos, assinaturas de revistas e créditos em supermercados. Com isso, a Gol se aproxima da estratégia da TAM, que usou seu programa de fidelidade como base para formar uma rede de fidelidade, a Multiplus.

A nova plataforma, batizada de Smiles Shopping, tem como parceiros empresas como Walmart, Pão de Açúcar, Netshoes, Tok&Stok, Editora Abril, C&A e Lojas Marisa. Um crédito de R$ 100 no Pão de Açúcar, por exemplo, sai por 7.413 milhas. Já uma TV de LED de 32 polegadas no site Compra Fácil estava à venda ontem por 118.983 pontos.

Até então, a Gol tinha apenas parceiros para acúmulo de pontos, mas só permitia que os clientes resgatassem como prêmio passagens aéreas da Gol ou de companhias aéreas com as quais ela tem acordo comercial. “Vamos ampliar ainda mais o número de parceiros. Cada lugar que você faz compras pode ser parceiro do Smiles”, disse o diretor do programa, Flavio Vargas.

O lançamento do Smiles Shopping é mais uma das ações feitas pela Gol para reforçar o seu programa de fidelidade, que soma 9 milhões de usuários. Neste ano, a empresa lançou voos para Miami, Orlando e Nova York exclusivos para os clientes Smiles.

A companhia também passou a vender milhas para atender os passageiros que não têm pontos suficientes para resgatar prêmios. “A nossa estratégia é expandir o Smiles e transformá-lo em uma unidade de negócios independente da Gol”, disse o executivo.

Segundo Vargas, a diretoria da companhia aérea reconhece que o Smiles poderia gerar mais valor para a Gol. A empresa estuda alternativas para o programa há cerca de um ano e meio, incluindo a abertura de capital do Smiles. “Existem opções que vão do IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) do Smiles a não mudar nada na estrutura. Não está decidido”, disse Vargas, que reforçou que não existe um prazo para a companhia tomar esta decisão.

Multiplus. A TAM oferece aos clientes a possibilidade de trocar suas milhas por outros produtos, além de passagens aéreas, desde janeiro de 2010, quando lançou a rede de fidelidade Multiplus. Hoje, o produto mais cobiçado pelo cliente é a passagem aérea – cerca de 95% dos resgates feitos no segundo trimestre na Multiplus são por bilhetes da TAM. “Sempre vai ser assim em uma rede onde o programa de uma companhia aérea é a âncora”, explica Eduardo Gouveia, presidente da Multiplus.

Ele diz ver com bons olhos o reforço do Smiles. “Ter o Smiles mais aberto a novas parcerias é bom para indústria e para a Multiplus. Ajuda a construir um conceito de fidelização”, disse Gouveia.

A Multiplus é uma empresa de capital aberto, independente da TAM, mas controlada por ela (cerca de 70% das ações pertencem à companhia). A empresa tem 10 milhões de clientes cadastrados e faturou R$ 1,4 bilhão no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:

golSmiles

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.