“Zorra Total” chega à edição nº 600

Para tanto, um especial foi gravado semana passada no Projac. Além de suas atuais estrelas, o episódio relembrará figuras que marcaram época, como dona Santinha (Nair Bello) e Saraiva (Francisco Milani). À frente do humorístico desde o princípio, Maurício Sherman atribui a longevidade à constante renovação“linha de conduta”.

Redação

05 de agosto de 2011 | 23h03

Quando o ‘Zorra Total’ entrou no ar pela primeira vez na Globo, a estrutura do programa era bem diferente da que é exibida hoje. Naquela época, as edições do humorístico dirigido – até hoje – por Maurício Sherman eram compostas por dez quadros.

Cada uma das esquetes eram intercaladas por vinhetas criadas por uma série de cartunistas. Muita gente pode até não se lembrar – afinal de contas lá se vão mais de  12 anos desde a estreia –, mas o time inicial do ‘Zorra’ contava com nomes como Chico Anysio, Cláudia Jimenez, Agildo Ribeiro, Cláudia Rodrigues, Francisco Milani, Heloísa Perissé, Renato Aragão, Lúcio Mauro, Fafy Siqueira, Rogério Cardoso e Lug de Paula.

Muitas piadas depois, a atração chega à edição de número 600, no próximo dia 13.  Para tanto, um especial foi gravado semana passada no Projac. Além de suas atuais estrelas, o episódio relembrará figuras que marcaram época, como dona Santinha (Nair Bello) e Saraiva (Francisco Milani). 

À frente do humorístico desde o princípio, Maurício Sherman atribui a longevidade da atração à constante renovação e à
“linha de conduta”. “Sempre endereçamos o programa para a maior camada, para a porcentagem maior da população. Por isso, existe essa identificação do público. Nós sempre tivemos o apoio da classe C e, agora então, mais do que nunca. Esse sempre foi o nosso objetivo”, diz o diretor Sherman. 

E a identificação com os telespectadores ocorre também porque o diretor está sempre atento ao que pensam da atração nas ruas.  “Toda semana, quando vou gravar, faço uma sabatina com atores porque eles são a linha de frente,
o alvo dos espectadores, porque estão sempre por aí e são muito visados”, conta Sherman. “ O público se aproxima muito mais dos comediantes do que dos outros artistas, porque eles trazem alegria e intimidade”. 

E alegria é o que marca o clima entre a trupe que garante os cerca de 25 pontos de audiência que o ‘Zorra’ tem alcançado nas últimas semanas, um ótimo índice para noites de sábado . “Desejo que programa tenha mais 600 episódios, no mínimo! É o que tenho de mais importante na minha carreira”, diz o ator Paulo Silvino, intérprete do porteiro Severino.

Pedro Bismarck, o Nerso da Capitinga, também tem paixão pelo ‘Zorra’. “Já estou pronto para o episódio 700! 
E que todos continuem com esse orgulho de estar num programa que é ótimo de fazer e com pessoas ótimas de se trabalhar”.

Há três anos na atração como ator e há um atuando também como redator, Nizo Neto reconhece que o ‘Zorra’ se manter no ar é um marco. “Heroicamente se mantendo vitorioso num horário muito difícil. Isso é motivo de orgulho. Que siga em frente até quando tiver fôlego”, diz.

Mas não é só a longevidade do programa que chama a atenção. Não é exagero dizer que o ‘Zorra’ é um celeiro de talentos. Que o diga Maria Clara Gueiros, que apareceu, roubou a cena como a adúltera Márcia e acabou emplacando nas novelas 
da Globo. Atualmente, ela é um dos destaques de ‘Insensato Coração’, no papel da amalucada Bibi.

“O nosso formato, como é abrangente de textos, situações e esquetes e está sempre se renovando, me permite ter esse privilégio de lançar essa gente que transforma o programa num celeiro”, diz Sherman, que completa: “Não só de atores como autores também. Trinta por cento das redações dos programas de humor que a Globo tem passaram pelo ‘Zorra’ e alguns até comandam as redações”, conta.

A mais recente descoberta e boa aposta do humorístico é a dupla formada  por Rodrigo Sant’Anna  e Thalita Carauta, que vivem, respectivamente, Valéria e Janete. Não por acaso, já é possível ouvir por aí o bordão “aí, como tô bandida” . 

E se depender de Sherman, a vontade dos atores de comemorar muitas outras edições pode se concretizar. Vem novidade por aí no ano que vem.“Tem outra virada de perfil do programa que, na minha cabeça, será uma surpresa”. É esperar para ver.

Tudo o que sabemos sobre:

600janeteprojacsaraivavalériazorra total