Jornal da Tarde: “Coração de môça salva velho”

Jornal da Tarde: “Coração de môça salva velho”

Edmundo Leite

23 de abril de 2021 | 04h55

O primeiro transplante de coração bem sucedido do mundo foi assim noticiado na capa do Jornal da Tarde de 4 de dezembro de 1967: “Coração de môça salva velho”. A cirurgia que levou o órgão de Ann Darval, de 24 anos, para o peito de Louis Washkansky, de 55, aconteceu na cidade do Cabo, na África do Sul.

A jovem bancária morreu num acidente de carro e o comerciante sofria de um mal cardíaco que poderia levá-lo à morte em alguns dias se não recebesse um novo coração. O autor do feito, um médico chamado Christian Barnard, transformou-se em herói na época. Os detalhes da operação e da nova técnica cirúrgica foram contados numa reportagem de página inteira.

Veja também:
Acervo Estadão | acesse todas edições desde 1875

Tudo o que sabemos sobre:

cardiologiatransplante de órgãos

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.