Jornal da Tarde: Crise do petróleo e Rua Augusta acarpetada em 1973

Jornal da Tarde: Crise do petróleo e Rua Augusta acarpetada em 1973

Edmundo Leite

11 de março de 2022 | 08h19

Uma guerra por território, um embargo no fornecimento de petróleo pelos países produtores e uma crise econômica com grandes altas nos preços dos combustíveis em todo o mundo. Foi assim em 1973, quando a Guerra do Yom Kippur explodiu entre israelenses e árabes e desencadeou o choque do petróleo.

Em represália ao apoio das potências ocidentais à ação de Israel para se estabelecer nos territórios conquistados no conflito anterior entre as partes, a Guerra dos Seis Dias, em 1967, os países árabes membros da Opep [Oganização dos Países Exportadores de Petróleo] embargaram o fornecimento de petróleo para os Estados Unidos, Japão e Europa Ocidental.

Na manchete de 23 de novembro de 1973 o Jornal da Tarde destacava que o Rei Faisal, da Arábia Saudita, ameaçava cortar até 80% do fornecimento de petróleo. Ao lado, uma foto dos generais Yariv (Israel) e Gamazy (Egito) entre soldados armados informava que os comandantes se reuniram por quatro horas, mas não chegaram a um acordo.

Outros assuntos de destaque na capa foram o carpete instalado sobre o asfalto da Rua Augusta para a decoração de Natal em São Paulo, os dez anos da morte de John Kennedy e o sequestro de Paul Getty III, neto de um magnata americano do petróleo que teve uma orelha cortada pelos sequestradores enviada a um jornal italiano.

Leia também:

>> Andar a pé: a resposta de Figueiredo para a crise do petróleo

Estadão | acesse todas edições desde 1875

Tudo o que sabemos sobre:

Rua Augusta [São Paulo]Crise do Petróleo

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.