Jornal da Tarde: Demissão de Funaro e o dragão dos marajás

Jornal da Tarde: Demissão de Funaro e o dragão dos marajás

Edmundo Leite

29 de abril de 2022 | 10h17

A saída do autor do Plano Cruzado do governo Sarney foi a manchete do Jornal da Tarde de 27 de abril de 1987. A queda do ministro da Fazenda Dílson Funaro aconteceu após o plano econômico fracassar na tentativa de controlar a inflação e estabilizar a economia brasileira. A edição daquele dia destacava a última entrevista de Funaro como ministro, revelando que já havia entregue sua carta de demissão há dois dias.

Os outros destaques da capa foram o primeiro capítulo de uma série especial sobre os marajás, os funcionários públicos com salários exorbitantes, e o sucesso do meia-esquerda Edu no Palmeiras.

Estadão | acesse todas edições desde 1875

Tudo o que sabemos sobre:

Dilson FunaroPlano Cruzado

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.