Jornal da Tarde: o corte e o choro de Romário na Copa de 1998

Jornal da Tarde: o corte e o choro de Romário na Copa de 1998

Edmundo Leite

09 de julho de 2021 | 16h33

Um dos momentos extra-campo mais dramáticos da história do futebol brasileiro em Copas do Mundo foi retratado com um choro na capa do Jornal da Tarde. Desta vez, não de um menino, como aconteceu na célebre capa de 1982, mas de um jogador de 32 anos. A grande expectativa em torno da participação de Romário na Copa do Mundo de 1998, na França, acabou em 2 de junho daquele ano. Com a seleção brasileira já em solo francês, o anúncio do corte do atacante por causa de uma contusão foi feito numa emocionante entrevista coletiva do craque, que chorou enquanto falava de sua frustração.

O Jornal da Tarde do dia seguinte destacou uma grande foto de autoria de Célio Jr. mostrando Romário amargurado acompanhada de uma sequência de outras seis pequenas fotos do momento em que o craque não conseguiu conter as lágrimas. “Pedi diretamente ao Zico e ao Zagallo para jogar na Copa, pois estaria pronto para o segundo jogo. Mesmo assim eles quiseram me cortar”.

O texto abaixo da foto informava que a comissão técnica levou 30 minutos para decidir pelo corte de um dos craques da conquista do tetra na Copa do Mundo de 1994. Para o médico Lídio Toledo – que garantira a inscrição dele entre os 22 – a contusão de Romário foi agravada no futevôlei. Para o seu lugar, foi convocado Émerson, que na mesma data, quatro anos depois, também seria cortado da seleção por uma inesperada contusão na véspera da estreia da Copa do Mundo de 2002.

Veja também: Acervo Estadão | acesse todas edições desde 1875

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.