70 anos

Feliz aniversário!

carloseduardogoncalves

31 de outubro de 2014 | 10h12

Quem diria, hein rapaz, 70 anos! Sim, é um belo número. E chegou com barriga contida, espinha ereta, trabalhando firme e forte — no calor senegalês aí do balneário. Dorme mais pelas tardes, fica mais ranzinza na chegada da noite se não está no seu canto, e às vezes sente a dorzinha na bacia, os nervos pinçando, mas não dá pra reclamar da vida, certo? Aquelas duas fotos, a propósito, dizem muito sobre como você veio bem até aqui. Sabe das que falo, não? Daquela ao lado do camelo, na Arábia, e da outra, no Amazonas, na qual você aparece de bermuda jeans e sem camisa, tomando uma brisa — ambas de uns trinta anos atrás. Nessas três décadas, você mudou tão pouco, a calva não se espraiou e o pneuzinho que fica claro na segunda foto segue praticamente do mesmo tamanho. É um feito! E suas leituras, que delícia, hein? Como evoluíram bem! Agora só fala em Vargas Llosa, Gabriel e Tchekov ! Carambolas!

Fiquei curioso com uma coisa, meu caro, e também por isso te envio essa carta (que deve chegar logo, dada a eficiência de nossos correios). Queria te perguntar sobre suas memórias nesse momento de efeméride que chama à reflexão. No que você mais intensamente pensa agora, na época dos 60 anos, ou nos mais distantes 6 anos de idade, lá em MG? Nos dias em Boston, lá no mercado central comprando um navio de madeira e um casaco de Harvard para trazer ao Brasil; ou nos dias na Fazenda da avó Irriqueta, cozinhando pão no forno, tomando banho no riacho e apanhando com chicote de rabo de tatu?

Que coletânea heterogênea de eventos que é essa vida, não é mesmo pai?

Parabéns!