Mãe

Dia das mamães

carloseduardogoncalves

09 Maio 2015 | 17h27

Palavras bonitas, beijos e buquês de rosas num domingo para quem nos deu a vida, trocou fraldas, nos amou e chorou por nós com tanta profundidade e veracidade parece agradecimento miúdo.

Mas que remédio?

O amor de todo dia, continuado, maciço na sua constância, diriam alguns, é o remédio único.

Sim, mas quanto a isso estamos todos nós filhos sempre e infalivelmente em falta, não é mesmo?

Mães, será que vocês podem nos perdoar por sermos tão incapazes de igualar a dádiva? É só o que nos resta, me parece.