As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A Felicidade fugiu

Cley Scholz

13 de maio de 2011 | 08h10

felicidade

“Escrava fugida. Desapareceu desta cidade em 9 de junho do corrente ano, a escrava Felicidade, de cor parda e idade de 19 anos, natural da província do Paraná, pés grandes, pernas um pouco arcadas, nádegas salientes, movendo muito com as ilhargas quando anda, boca desdentada na frente, cabelo carapinha, cortado a meia cabeleira, trajava nessa ocasião saia e papetó de cassa azul. Protesta-se com todo o rigor da lei, contra quem a tiver acoutado, e gratifica-se a quem apreendê-la e levar na cidade de Felix d’Abreu Pereira Courinho, em Mogy-Mirim a João Manoel Alfaya Rodrigues e na cidade de Santos a Alfaya & Filho”.

Reclame publicado no dia 23 de agosto de 1883.

Cinco anos antes da abolição dos escravos (Lei Áurea), que hoje completa 123 anos.

Outros reclames dos tempos da escravidão AQUI.

Editorial do dia da abolição AQUI.

Siga-nos no Twitter!

Tudo o que sabemos sobre:

1883escravaEscravidãoescravofelicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: