A importância do atrito
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A importância do atrito

Cley Scholz

27 de março de 2015 | 07h47

Estadão de 1932

Estadão de 1932

O anúncio da Standard Motor Oil, de 1932, mostra um exemplo de como o atrito também pode ser positivo: “O atrito, nos freios, salva até a vida humana. Mas, no motor, é fatal”. A bela ilustração com carros da época e um trânsito nem tão diferente do atual vem acompanhada da explicação: “Bem controlado, o atrito é muito útil. Os freios do carro seriam inúteis sem ele. É o atrito dos freios nos tambores dos pneus na estrada que freia o carro. Mas, se o atrito é um elemento de segurança nos freios, é também elemento de destruição do motor: pode reduzí-lo rapidamente a uma massa inerte”. 26 de novembro de 1932. Confira a edição no Acervo Estadão.

Outros reclames sobre veículos e trânsito AQUI.

 

Reclames do Estadão: A história do anúncio impresso 

Instagram Twitter Facebook  Pinterest 

Mais conteúdo sobre:

1932atritofreioóleo