Agora “O Presidente”
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Agora “O Presidente”

Cley Scholz

16 de abril de 2016 | 19h25

“O Presidente” em 1951

“Com a inauguração do serviço ‘O Presidente’, a Pan American abre uma nova era na história dos transportes aéreos para o Brasil. Perpetuando a tradição de oferecer sempre o melhor, orgulham0-nos de por á sua disposição o luxo e a comodidade destes maravilhosos Clippers de dois andares. Estes gigantes dos ares, oferecendo um conforto inaudito e um luxo nunca imaginado, encurtam de muitas horas as longas viagens inter-continentais, transformando cada quilômetro percorrido num instante de prazer. Todos podem dormir confortavelmente entre Trinidad e Rio de Janeiro, trecho noturno da viagem. Os passageiros gozam de esplêndido conforto de uma Sleeperette ou, mediante uma pequena taxa adicional, um leito espaçoso e macio. Magníficas refeições… inclusive um jantar de sete pratos, regado a champagne e licores finos, servido em mesas individuais. Orquídeas e perfumes para senhoras. Sala de estar no andar inferior, para cocktails e entretenimento. Várias aero-moças para serví-lo”.

O avião da Boeing tinha 11,5 metros de altura, 85 metros de comprimento, era movido a hélices de quatro lâminas e tinha capacidade para 75 passageiros e oito toneladas de carga. Voava a 512 quilômetros por hora, a uma altitude de 4.500 a 7.500 metros de altura. Publicado dia 6 de julho de 1950.

Outros reclames de aviação AQUI.

Reclames do Estadão: A história do anúncio impresso 

Instagram Twitter Facebook  Pinterest 

Tudo o que sabemos sobre:

1951pan Americanpresidente

Tendências: