As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Poema de cimento e aço

Cley Scholz

03 de outubro de 2011 | 17h25

sabara

O empreiteiro João Artacho Jurado (1907-1983) não tinha formação de arquiteto, mas foi responsável por alguns dos mais conhecidos marcos arquitetônicos de São Paulo. O anúncio acima é do lançamento do Edifício Sabará Piauí, da imobiliária Monções, que pertencia a Artacho Jurado. A propaganda trazia um verso do escritor Castilho: “Hei-de-lho por em verso… para glorificar aos olhos do universo”. A citação combina com a arquitetura dos edifícios de Artacho Jurado, sempre uma mistura de estilos e linguagens: moderno, nouveau, déco e clássico. O condomínio era apresentado como “um verdadeiro poema de cimento e aço, síntese de conforto, luxo e nobreza que recebe a glória imperecível do aplauso paulista”. Em apenas 21 dias, diz o texto, quase todos os apartamentos foram vendidos.

 Publicado dia 30 de março de 1947.

Imagem atual do condomínio Sabará Piauí:

sabarapi

Mais informações sobre os edifícios de Artacho Jurado AQUI.

Mais reclames de imóveis AQUI.

     Siga-nos no Twitter!