coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sono reparador

Cley Scholz

29 de setembro de 2010 | 08h05

bromural

– Meu Deus, que horrível coisa é a insônia! E, ainda por cima os roncos do meu marido!

– Minha senhora, o ronco não é proibido pelo Código Penal, nem tão pouco é motivo para divórcio. Mas V. Exa. pode deixar de ouvi-los, dormindo e também roncando se lhe convier: tome uma dose de Bromural Knoll, que lhe proporcionará um sono tranqüilo e reparador”.

O anúncio, publicado dia 13 de abril de 1930, adverte que Bromural Knoll não é entorpecente, mas um simples sedativo para os nervos.

Outros reclames de remédios AQUI.

Siga-nos no Twitter!

Tudo o que sabemos sobre:

1930BROMURAL KNOLLNERVOSRONCOsono

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: