As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Faça como o burro, use as orelhas

Cley Scholz

16 Outubro 2013 | 23h48

 

Anúncio  da fabricantes americana de aparelhos auditivos Ontarion Listener falava das semelhanças entre o burro e o ser humano. O texto foi analisado na coluna de publicidade que o Estadão publicava nos anos 50.

burro

A natureza dotou o burro de uma capacidade que o homem não possui: a coordenação de visão e audição. O burro aponta suas orelhas na direção de onde provém aquilo que procura ouvir, ao mesmo tempo em que olha para aquela mesma direção, visando ouvir melhor. O homem, com o mesmo objetivo, age de maneira idêntica, pondo a mão em concha atrás do ouvido, enquanto olha na direção de que provém o som. Isto é especialmente verdadeiro quando há deficiência de audição. Agora, através de um ouvido invisível, engenhosamente escondido em um atraente par de óculos, ‘Otarion’ torna possível coordenar também a visão e a audição”.

Publicado na edição de 8 de fevereiro de 1959. Confira a edição no Acervo Estadão.

Mais anúncios com animais AQUI.

 

Reclames do Estadão: A história do anúncio impresso 

Instagram Twitter Facebook  Pinterest 

 

 

Mais conteúdo sobre:

1959burrosurdez