Fãs se mobilizam em redes sociais para eleger ídolos

Estadão

29 de dezembro de 2009 | 17h23

Da Redação:

A participação dos leitores teve papel central na elaboração desta retrospectiva. De maneira geral, a interação foi bastante rica, tanto na quantidade de votos quanto na qualidade dos comentários postados nos blogs.

Entretanto, houve indícios de fraude na votação do Time da Década. Para evitar que esse fenômeno isolado prejudicasse o resultado geral, os responsáveis pelo projeto anularam a categoria.

Já em outras categorias, como blogueiro, livro, filme e banda, houve intensa mobilização de fãs, apoiadores ou mesmo de diretamente interessados, que utilizaram comunidades do Orkut ou sites para estimular a votação.

A cantora Claudia Leitte derrotou Angelina Jolie como mulherão da década por causa da intensa participação de seus fãs apaixonados. A série Harry Potter foi eleita como filme e livro graças à sua legião de seguidores.

Não houve, nesses casos, indícios de fraude, apenas o uso de ferramentas online e o poder mobilização da web, o que faz parte do jogo. E nos leva à lição número 1 das gincanas que envolvem redes sociais: vencem os bons de berro.