Depois de protesto, Arezzo recolhe produtos

Estadão

18 de abril de 2011 | 17h59

A Arezzo soltou nesta segunda-feira um comunicado ao público esclarecendo a posição da empresa em relação a produtos com peles de animais. A grife é alvo de protesto na internet desde o domingo, pelo fato de ter lançado uma coleção chamada PeleMania, com produtos feitos com pele de raposa.

Prezados consumidores,

A Arezzo entende e respeita as opiniões e manifestações contrárias ao uso de peles exóticas na confecção de produtos de vestuário e acessórios. Por isso, vimos por meio deste nos posicionar sobre o episódio envolvendo nossas peças com peles exóticas – devidamente regulamentadas e certificadas, cumprindo todas as formalidades legais que envolvem a questão.

Não entendemos como nossa responsabilidade o debate de uma causa tão ampla e controversa. Um dos nossos principais compromissos é oferecer as tendências de moda de forma ágil e acessível aos nossos consumidores, amparados pelos preceitos de transparência e respeito aos nossos clientes e valores.

E por respeito aos consumidores contrários ao uso desses materiais, estamos recolhendo em todas as nossas lojas do Brasil as peças com pele exótica em sua composição, mantendo somente as peças com peles sintéticas. Reafirmamos nosso compromisso com a satisfação de nossos clientes e com a transparência das atitudes da Arezzo.

Atenciosamente, Equipe Arezzo

O Estado de S. Paulo


Mais conteúdo sobre:

AnimaisArezzopeleProtesto