Livro de moda: Drácula veste Dior

Estadão

25 de fevereiro de 2011 | 15h12

“Saudações e boa noite aos mortos-vivos e aspirantes”. É assim que a vampira Scarlett Stoker, uma princesa russa nascida em São Petersburgo, em 1716, que trabalha atualmente em uma grande revista de moda, cumprimenta os leitores de Drácula veste Dior – um guia fashion definitivo de A a Z para mortos-vivos e aspirantes, que a editora Larousse acaba de lançar no Brasil.

Sedutores, misteriosos e perigosos, os vampiros, seres de vida eterna, despertam há séculos um fascínio inexplicável nos humanos. Em razão do sucesso da série “Crepúsculo”, com casalzinho Edward Cullen e Bella Swan, inúmeros seriados de tevê e livros sobre vampirismo, os mortos-vivos – como a autora costuma definir – passaram a ser observados e notados, o que despertou em Scarlett a necessidade de fazer uma alerta a seus colegas sanguessugas.

Para Scarlett é preciso aproveitar o momento e deixar de lado as capas pretas e o visual gótico, reinventar-se, considerando que a aparência irá determinar a maneira como as pessoas irão tratá-lo, relacionar-se com você e lhe oferecer o pescoço. “Só porque alguém é depravado e sedento de sangue não significa que precise abrir mão de ser chique”, afirma com a certeza de quem frequentou a corte de Maria Antonieta e o ateliê de Christian Dior.

Um dos destaques do guia fica por conta da paixão da autora-vampira pelo Brasil. Trechos são dedicados à Gisele Bündchen e outras modelos brasileiras, ao São Paulo Fashion Week, ao carnaval, à cirurgia plástica e ao biquíni brasileiro, já que segundo a própria, “ninguém corta três triângulos de tecido como os brasileiros, e ninguém usa um biquíni como as brasileiras”, ainda mais se complementados pelas sandálias Havaianas.

O guia traz ainda sugestões de filmes e livros inspiradores para os mortos-vivos que queira estar em dia com o mundo fashion, além de uma lista de must-haves, peças que todos deveriam ter no armário, que inclui, obviamente, um terninho Chanel e uma bolsa Hermès, mas contempla itens acessíveis como um trench-coat, um blazer azul-marinho e pérolas.

Drácula veste Dior é um guia bem-humorado sobre moda e comportamento no século XXI para vampiros, aspirantes ou simples mortais, recheado de comentários ácidos e divertidos. Afinal, como diz Scarlett Stoker, “se o diabo veste Prada, Drácula pode vestir Dior”.

Ficha Técnica

Drácula veste Dior – O guia fashion definitivo de A a Z para mortos-vivos e aspirantes

Autora: Scarlett Stoker

Número de páginas: 176

Preço sugerido: R$ 19,90

Tudo o que sabemos sobre:

LivroModa

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.