Priscilla Darolt: coleção arquitetônica e fita adesiva no lugar de agulha e linha

Para o verão, Priscilla Darolt preparou uma coleção arquitetônica, centrada em vestidos mínimos, retos, com barras arredondadas e acessórios metalizados. Sandálias abotinadas predominaram

Estadão

09 de junho de 2010 | 20h00

Maiara Camargo

Para o verão, Priscilla Darolt preparou uma coleção arquitetônica, centrada em vestidos mínimos, retos, com barras arredondadas e acessórios metalizados. A inspiração é o art déco, movimento internacional de design focado no cubismo. Com requinte, objetos feitos com artigos mais simples, como o compensado de madeira, ganham detalhes em bronze, prata, marfim e outros materiais nobres. A estilista seguiu a ideia do movimento aliado ao conceito de capas de livros antigos nos 14 trajes apresentados. Para mostrar essa tendência na passarela, apostou no couro duro e trouxe coletes bem pesados. No lugar de agulha e linha, apostou na fita adesiva na construção de sua coleção.

Todos os looks foram feitos com camurça, que, em alguns casos, recebeu um banho de calor, dando um aspecto de verniz ao tecido. Na linha do art déco, Priscilla optou pelo estilo color blocking – uma técnica em que diferentes blocos de tecidos são costurados para criar roupas com diferentes cores sólidas. Nos pés, só sandálias abotinadas, de diferentes cores. As tonalidades principais da coleção, uma das melhores deste primeiro dia de SPFW, foram: rosa-morango, vinho, laranja, verde-água, preto e cinza.

Coleção em camurça (Fotos: ROBSON FERNANDJES/AE)

Coleção em camurça (Fotos: ROBSON FERNANDJES/AE)

RF0906

RF0906

RF0906

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.