Solidariedade fashion

Estadão

11 de novembro de 2010 | 22h21

O que é lixo para uns, para outros viram produtos super descolados e diferenciados nas mãos das artesãs do Núcleo de Moda e Design do Projeto Arrastão.

As modelagens ganharam mais detalhes e toques especiais, como a mistura de tecidos, retalhos de banners e lonas coloridas, cortex e acabamento em viés, tornando-as mais elegantes. Além de serem totalmente práticas, elas também seguem as tendências da moda, podendo ser usadas de várias maneiras ao gosto do consumidor, que pode aproveitar toda a sua versatilidade e ainda cuidar do meio ambiente.

Todo o material utilizado para a confecção das bolsas, vem de produtos recicláveis que transformam-se em pastas, revisteiros, bolsas e diversos outros produtos.

Os sucessos das bolsas ecologicamente corretas já ganharam ares internacionais com a participação na Feira Internacional de Móvel de Milão e eventos importantes como o Craft Design, o Balcão da Cidadania e a I Bienal de Design.

O Núcleo de Moda e Design é uma iniciativa que oferece cursos e workshops para mulheres e jovens da comunidade e visa desenvolver e aperfeiçoar métodos de costura e design. As oficinas acontecem no espaço do Projeto Arrastão, uma instituição sem fins lucrativos, localizada na região do Campo Limpo. As aulas oferecem aprendizado nas áreas de costura, bordado, patchwork, serigrafia, crochê e mais recentemente foi inserido o curso de costura industrial.

Todo o valor arrecadado com as vendas das bolsas é revertido para as próprias costureiras e também para a manutenção do projeto. Com a renda a mais no mês, as costureiras passam a ter um desenvolvimento econômico, ajudando as suas famílias, ganhando assim mais dignidade.

www.arrastao.org.br

Modelo Gota

Modelo Centopeia

Modelo Dia a Dia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.