É o fim da camisa xadrez como a conhecemos

Daniel Fernandes

13 de abril de 2011 | 09h55

Daniel Fernandes

Está decretado. Por quem? Por mim, que sou o proprietário deste blog. Acabou. Acabou, mano. Já era, já foi. Está acabado. Zé-Fi-Ni.

É a morte da camisa xadrez.

Ontem prestei atenção nas vitrines das lojas de um shopping da capital. Nas lojas masculinas (mas isso tá acontecendo nas femininas também). Em todas elas havia uma camisa xadrez a espera de um consumidor louco para ‘ficar’ na moda. TODAS.

A primeira que eu resolvi entrar, para constatar a morte do xadrez, é claro, foi uma Mandy não sei o que….

A loja está vazia. Um vendedor (vestindo camisa xadrez) me aborda. ‘E aí???’ “E aí????” Eu penso. “E aí é o escambau, meu caro. Não sou seu amigo. Não sou sequer seu conhecido. Não me trate como um velho brother”, eu penso. Mas sou educado e respondo apenas o lacônico: “Só estou olhando”.

Vou direto nas camisas xadrez. E aí é que vem a surpresa: R$ 250 ou mais. R$ 250 ou mais por uma camisa xadrez?????? É isso mesmo. R$ 25o. Mataram a camisa xadrez.

Entro em outra loja. Caminho até o fundo, onde estão os artigos para o ‘homem moderno’. O vendedor me persegue. De verdade, ele me segue. Eu me viro abruptamente e falo: “pode deixar, vou só olhar”. Ele se afasta. Não sabe da minha saga, do meu estado de perturbação. “Estão matando a camisa xadrez, cara”. É isso que eu tenho vontade de dizer a ele.

Nessa loja, Siberian não sei o que, tem camisa xadrez. E os preços não são necessariamente campeões de audiência. Saio. Entro em outra loja. Saio e entro em outra. Olho uma vitrine. Olho outra. Todas têm camisas xadrez. Todas estão muito caras. Em quase todas o preço passa de R$ 100.

É o fim da camisa xadrez. Todos usam. Mas não é por isso que é o fim da camisa xadrez. É o fim….porque as pessoas usam sem saber que elas surgiram, para mim, com o Grunge da década de 90. Com o Nirvana e o Pearl Jam. Mas quem é que liga para isso? Quem é que liga para o que um blogueiro louco pensa…..

É o fim.

Vou usar camisas com estampas floridas.

É o fim.