Aeroporto de Congonhas opera por instrumentos

PUBLICIDADE

Por Paulo R. Zulino
1 min de leitura

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, está funcionando por instrumentos para pousos e decolagens em razão das más condições de visibilidade. As operações por enquanto acontecem apenas na via auxiliar. A pista principal só deve começar a funcionar a partir das 8 horas, depois do término dos trabalhos de hoje para instalação das ranhuras no asfalto. Apesar disso, de acordo com a assessoria de imprensa da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), a movimentação é normal em Congonhas. Das 6 horas até 7 horas, dos 18 vôos programados, não havia registro de atrasos superiores a uma hora. Apenas dois vôos foram cancelados. No Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos, as aterrissagens e decolagens ocorrem visualmente apenas na via secundária. É que desde ontem a pista principal está interditada para a realização da primeira etapa da reforma, que deverá durar até o próximo dia 10 de outubro. Da zero hora, horário de abertura de Cumbica, até as 7 horas, dos 28 vôos previstos, não foram registrados atrasos maiores do que uma hora. Nenhum cancelamento foi registrado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.